Apropriar-se de uma câmara e ser escutado

« Vídeo participativo » consiste a pôr uma câmara nas mãos de uma pessoa que geralmente não é escutada, para que ela conte sua história e transmita assim sua mensagem.

 

Tapa videos participativos 140916

Os vídeos são realizados através de um processo participativo em que os protagonistas da história têm um papel preponderante. Trata-se de um instrumento de grande utilidade na animação de um debate comunitário, na difusão de conhecimentos e experiências, na identificação de problemas ou na interpelação dos poderes públicos – que se encontram às vezes a quilómetros de distância do lugar onde o vídeo foi realizado.

Além de servir para apontar problemas ou formalizar reivindicação, os vídeos ajudam a identificar e a propor soluções. Eles motivam assim os espectadores – membros da sociedade civil ou responsáveis por decisões – a tomar iniciativas concretas.

O processo de realização do vídeo é tão importante quanto o produto final. Desde o início os participantes influem sobre as todas as escolhas de produção : qual é mensagem principal ? a quem o vídeo é dirigido ?

Uma formação de facilitadores foi organizada na Bolívia, em abril de 2014, com apoio de uma produtora alemã. Mais tarde, os participantes dessa formação irão, capacitar outras pessoas de suas comunidades as quais poderão por sua vez filmar e editar seus próprios vídeos. Nessa formação, a Iniciativa Vídeo Participativo é explicada passo a passo, desde a concepção do projeto até a edição do documento final.

Para ter acesso ao vídeo

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 1 =