Categoria : Olhares cruzados

Com OLHARES CRUZADOS procuramos destacar elementos de análise e de comparação de experiências diversas. Trata-se de processos sociais que nascem de iniciativas locais e que, apoiados numa reflexão coletiva, produzem novos conhecimentos e proposições inovadoras.

Aulas Vivas – uma caminho de aprendizagem para dentro

f19Como romper finalmente com a atitude “colonial” em oferecer projetos “fragmentados” à populações específicas, reafirmando dessa forma suas deficiências e seus problemas, e até mesmo – embora involuntariamente – as alegadas incapacidades das pessoas? Como aprender como “profissionais” em não separar a realidade “em pedaços” e incluir uma espiritualidade que afirme a abundância da vida?

 

As Aulas Vivas são respostas que um grupo em Orinoquía y Amazonia colombiano encontrou desde 2008. Eles se reuniram para juntos encontrar uma outra maneira de aprendizagem. Léer más

Construir visões partilhadas de desenvolvimento local

Sempre nos solicitam projetos ou planos anuais… Mas, que sentido tem se não se pensa com perspectiva estratégica? Pensar o planejamento de outra forma foi o desafio na Bolívia, através das várias iniciativas de construção de visões de desenvolvimento realizadas a partir das pessoas, do povo, do bairro, da comunidade.

VDLC (DSC02106 D12)

Construir um horizonte estratégico, sem seguir uma receita metodológica mecânica, é o que as sete experiências têm buscado a partir da participação das pessoas e das comunidades de diferentes cidades e vilas bolivianas. Léer más

Construir juntos uma base para enfrentar os desafios das cidades

Como mobilizar numa reflexão coletiva entre 10 e 20 entidades trabalhando sobre a questão urbana a fim responder coletivamente aos desafios impostos pelo atual contexto de desenvolvimento ? Como, partindo dessa reflexão, construir uma base comum que oriente as políticas de fomento de uma agência de cooperação?

Foto processo coletivoRealizada no Brasil, essa reflexão mobilizou durante dois anos representantes de diversas entidades do país assim como assessores nacionais e internacionais de Miseror. O processo mostrou a complexidade da questão e interesse de identificar os desafios que são compartilhados e de procurar respondê-los coletivamente. Léer más

De olho nas contas e políticas públicas

A sociedade civil pode influenciar os orçamentos públicos ?

livro contas e politicas 24 abril.cdr

Como dar transparência às decisões e aos investimentos relativos às políticas públicas nos municípios onde não existem orçamentos participativos ?

No Nordeste do Brasil, organizações sociais e grupos de cidadãos que conseguiram participar de decisões relativas ao uso dos recursos públicos em diferentes cidades, se reuniram para analisar suas práticas e para produzir esta publicação, que espera motivar outras iniciativas semelhantes.

Sem mobilização e sem participação da população o controle social não funciona. Léer más