Em nome do progresso ou da reivindicação a ser levada em consideração (Peru)

 

“Nunca negamos a construção do trem, porém não ao preço do desenraizamento” fala Margarita Monforte, presidente da Associação Quinta Virgen del Carmen do Quinto Patio, diante do processo de luta de quarenta famílias no centro de Lima para fazer valer seus direitos frente o megaprojeto do trem elétrico como meio de transporte de massa na capital peruana.

Para ter acesso ao documento

Pessoa para contato da experiência: Margarita Monforte (email)

CIDAP:  Samuel Yáñez (email) e Katia Morales (email)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

− 4 = 2