Relaçoẽs que incentivam mudanças

Uma visita à Bajo Usulután com Cáritas Santiago de María

Foto Caritas Santiago Maria

Membros das Escolas Camponesas da comunidade de Bajo Usulután contam como, buscando uma agricultura cada vez mais sustentável, estão transformando seus métodos de cultivo, suas relações com atores institucionais e, sobretudo, seus próprios comportamentos como seres humanos e como cidadãos. Mas nesse caminho eles não estão sozinhos…

A equipe de Agricultura Sustentável de Cáritas Santiago Santa María trabalha há mais de 10 anos com a comunidade local e através das Escolas Camponesas conseguiu criar uma base social sólida em torno de uma nova dinâmica de produção agrícola. Não só convenceram as famílias de agricultores que é importante cultivarem primeiro para comer e com sementes próprias – e desta forma romper com o padrão de produção tradicional -, mas também conseguiram estabelecer novos modos de relação com as famílias e entre as famílias camponesas.

Alcançaram esse resultado construindo uma relação de confiança com as famílias que participam do projeto e construindo um processo que recusa uma ideologia predominantemente capitalista, defendendo valores como a solidariedade e o respeito à natureza.

Para ter acesso ao documento

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 4 =